Yzakiu’s Blog

experimentos, ensaios, software livre, cultura, sociedade, tech

O Protestódromo I: A Arte De Excluir

A ideia de fazer esse texto é antiga. Segurei um pouco imaginando que algo seria feito pós-denúncias do vigilantismo norte-americano com o NSA/Prism. Nada aconteceu… Pelo menos para uma maioria. Como o texto ficou um pouco longo, resolvi dividi-lo em partes(que ainda podem crescer).

Protestodromo

Na época dos levantes de junho de 2013 foi veiculada a ideia da criação de um protestódromo. Para muita gente a ideia de se ter um local apropriado para protestos soava ridícula. Apesar de acharem uma ideia ridícula, uma boa parcela das pessoas, já utilizam um protestódromo online.

– Tá sabendo que vai rolar mais tarde um debate bem legal lá no espaço Z?
– Não estava. Onde foi divulgado?
– Você não viu? No facebook ué!
– Mas eu não pude acessar por estes dias.
– …

Atualmente, se a pessoa não faz um uso cotidiano da internet ela fica à mercê de “estar” por fora das atividades que ocorrem ao seu redor. Isto é agravado se ela não usar o facebook. Infelizmente uma grande parcela da agenda de atividades de cunho libertário estão presas no facebook. A prisão surge quando toda a divulgação, ou a maior energia para tal, de algum evento fica exclusiva dentro do “face”. Caso a pessoa não possua uma conta nesta rede privada ela estará privada de informações, informações que – aparentemente – circulam livremente pela linha do tempo, mas que dificilmente ganha a internet como um todo, seja através de uma página, seja através de um e-mail.

Quando se está fora do facebook escuta-se: “lá atingimos um maior número de pessoas”, “você é radical demais”, “faz uma conta ué, uma conta só para ficar por dentro”. E assim excluímos pessoas quando o intuito era de incluir, ou não? Partimos para o uso de um local, privado, colocando nossos eventos libertários e “obrigamos” as pessoas a estarem lá. Como fica o “lá atingimos um maior número de pessoas” quando simplesmente as palavras-chave usadas são censuradas? Reclamar? Reclamar para uma empresa que você não consegue vincular um conteúdo X ou Y? Você reclama, para uma das empresas que ameaça a pluralidade da internet, que sua informação – que só circula ali – foi censurada. Isso soa um pouco cômico. E por onde anda a mídia marginal e contrainformação? Continua…

Fonte da imagem: https://www.flickr.com/photos/angrytoast/3196386644/